Saúde

VOCÊ BEBI POUCA ÁGUA? CUIDADO: Médicos retiram 300 pedras dos rins de mulher, ela não se hidratava por conta de… Ver mais

Uma jovem de 20 anos passou por uma cirurgia de emergência em Taiwan para remover mais de 300 pedras de um dos seus rins, conforme relatado em um comunicado do Hospital de Chi Mei, onde recebeu atendimento. A paciente procurou a emergência devido a febre e dores no quadril.

A mulher, aparentemente, não era adepta do consumo de água, optando regularmente por chás e bebidas açucaradas. Os médicos diagnosticaram desidratação crônica como um dos principais fatores contribuintes para a formação das pedras nos rins.

As maiores pedras, com aproximadamente 2 cm de diâmetro, foram retiradas durante o procedimento de nefrolitotripsia percutânea, considerado minimamente invasivo. Esse procedimento envolve a remoção das pedras por meio de um pequeno corte nas costas. Após alguns dias de recuperação, a paciente recebeu alta hospitalar.

A condição de cálculos renais, popularmente conhecida como pedra nos rins, é uma fonte significativa de desconforto, afetando cerca de 10 milhões de brasileiros, segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU).

Essas massas duras formam-se no trato urinário e podem causar dor intensa, hemorragia, infecções e bloqueio do fluxo urinário. A dieta rica em proteína animal, histórico familiar com a condição ou a falta de ingestão adequada de água são fatores comuns associados ao desenvolvimento de cálculos renais.

Este caso peculiar destaca a importância da hidratação regular na prevenção de complicações renais.