Curiosidades

Sexta-feira 13 é, de fato, um dia de azar? Descubra como surgiu a crença e aprenda alguns rituais

Hoje marca o dia 13 de sexta-feira, um dia que, para aqueles que acreditam em superstições, gera um certo temor em relação ao que possa acontecer. Existe uma crença que conecta o número 13 e a sexta-feira ao infortúnio, tornando essa data um momento de azar para alguns.

Dentro dos mitos, existem sugestões para evitar o azar, como evitar escadas, ter cautela para não quebrar espelhos e evitar cruzar caminho com gatos pretos. Acredita-se que essas ações ajudem a afastar a má sorte.

No entanto, a origem desse receio é cercada de mistério. Pesquisadores apontam que a má reputação da sexta-feira 13 tem raízes em tradições religiosas e culturais.

O Cristianismo e a sexta-feira 13

Uma versão da simbologia da sexta-feira 13, relacionada ao cristianismo, sugere que na última ceia de Jesus, que ocorreu em uma quinta-feira, ele se reuniu com seus 12 discípulos, totalizando 13 pessoas na mesa.

Entre os convidados estava Judas, o traidor. Jesus veio a falecer no dia seguinte, que era uma sexta-feira.

Origem histórica 

A origem da sexta-feira 13 também encontra explicações na história, mais especificamente na monarquia francesa. De acordo com relatos, o rei Felipe IV sentiu sua autoridade ameaçada pela influência da Igreja em seu país.

Para contornar a situação, ele tentou se juntar à prestigiada ordem religiosa dos Cavaleiros Templários, mas foi rejeitado. Em consequência, o rei teria ordenado a perseguição dos templários em uma sexta-feira, 13 de outubro de 1307. 13 é um número de sorte, de acordo com a numerologia.

A numerologia enxerga o número 13 de maneira positiva: 

O número 1 simboliza independência e coragem para iniciar novos empreendimentos e desbravar novos caminhos.

O número 3 representa otimismo, entusiasmo, comunicação e capacidade de enfrentar os desafios da vida com leveza.

Ao somar esses dois números, obtemos o 4, que, na numerologia, representa estabilidade e a concretização de sonhos.

Para aqueles que são supersticiosos e desejam evitar o azar na sexta-feira 13, há algumas ‘dicas’ para atrair a sorte neste dia: levante da cama com o pé direito, realize três batidas na madeira, evite servir refeições para treze pessoas e carregue no bolso ou na bolsa um galho de arruda ou um pouco de sal grosso.

Namastê.